Consultadoria e Produtos de TI e Contact Center
Carrinho 0
Shopify secure badge

Gostámos


Parceiros


Consultadoria

CMS vs Portal

João Almeida CMS Intranet organização Portal site

CMS vs Portal

Qual a diferença entre um Portal e um Sistema de Gestão de Conteúdos

 

Já algumas vezes nos colocaram a questão sobre qual a diferença entre um Portal e um Sistema de Gestão de Conteúdos(CMS), pelo que este artigo pretende esclarecer esta dúvida.

 

CMS

CMS é um sistema de gestão de conteúdos web, projectado para colocar um negócio online com relativa facilidade. Num nível básico, um CMS vai oferecer recursos como edição simples de conteúdos, controlo de versões, gestão de media, gestão de fluxo de trabalho de aprovação de conteúdo e publicação, modificação de modelos e um painel fácil de usar. Entre as opções mais conhecidas do mercado estão o WordPress, Joomla, Drupal, Movable Type e Tumpler.

 

Portal

O Gartner define “Portal” como ponto de acesso personalizado a informação relevante, processos de negócio e outras pessoas.Os portais dirigem-se a várias audiências, incluindo empregados, clientes, parceiros, cidadãos e diversos mercados verticais.

Um portal é uma plataforma de software utilizada para a construção de sites e aplicações web. Com várias funcionalidades nativas e prontas como: blogs; wikis; permissão por utilizador; fóruns, armazenamento e versionamento de documentos, workflow de aprovação, ferramenta de busca, conectores com algumas plataformas e outras funcionalidades. Os portais oferecem alguns recursos que os tornam uma excelente maneira de criar e gerir aplicações:

. Criação de sites agregando portlets ou gadgets em páginas específicas;

. Conteúdo baseado em níveis de autorização dos usuários;

. Páginas públicas e privadas;

. Páginas de comunidade.

. Integração com plataformas de CRM, tais como: Salesforce e SugarCRM

. Ligação com ERPs como: IBM, Microsoft e Oracle

Exemplos de plataformas de portal são o JBoss, Liferay, Sharepoint, Tibco Portalbuilder, etc. Abaixo pode ver a classificação do Gartner dos portais no mês passado.

Os CMS são ferramentas de gestão de conteúdos, já a ferramenta de portal é uma plataforma de software usada para construir um site e outros tipos de aplicações web. Portanto, podemos dizer que uma solução de Portal contém uma ferramenta de CMS.

 

A melhor plataforma para o seu caso é aquela que tem mais a ver com os seus objetivos de negócio. Se quer um bom portal corporativo para sua empresa, com suporte a diretórios de utilizadores, wikis e integração com outras ferramentas, armazenamento de documentos? Escolha um portal. Se quer uma ferramenta mais simples, apenas para gerir conteúdos, não precisa ter integração nativa com outras ferramentas, tem conhecimentos em html, css e tem disponibilidade de tempo, considere as soluções Open Source.

A escolha da plataforma é a base de todo o desenvolvimento, por isso, é melhor garantir a escolha certa!

 

Quer saber mais e fazer uma escolha segura e acompanhada?

Fale connosco. 

 

Mais info: 

Artigo 1

Artigo 2

Artigo do Gartner

Ler mais →


Como fazer o seu trabalho quando a depressão afeta o seu funcionamento

Fernanda Sousa Fontes combater depressão depressão depressão no trabalho

Como fazer o seu trabalho quando a depressão afeta o seu funcionamento

Como muitas pessoas comuns com quem compartilhamos o mundo, as pessoas que vivem com depressão têm dias bons e dias maus. Dependendo da natureza da depressão e episódios depressivos (frequência, gravidade e duração), às vezes podemos sentir que é impossível gerir a nossa vida em qualquer área, muito menos um emprego.

Em casos extremos onde a segurança e a saúde estão envolvidos, não há muito que se possa ou se deva fazer além de nos concentrarmos em ficar bem. Apesar das circunstâncias severas, acreditamos que existem estratégias que podemos empregar para ajudar a responder às obrigações da nossa carreira, enquanto estamos a passar por um episódio depressivo.

 Reconhecer quando um episódio depressivo está a afetar o seu trabalho

O primeiro passo para aumentar as probabilidades de que será capaz de gerir as responsabilidades da sua carreira, enquanto está a passar por um episódio depressivo, é reconhecer que está de facto a passar por um episódio depressivo. Se estiver familiarizado com a forma como sua depressão se manifesta, poderá ser fácil saber quando um episódio está prestes a chegar e o quão grave ele vai ser. É geralmente determinado pelo que desencadeou a depressão. Indivíduos com distimia (também conhecida como depressão crónica) estão acostumados a sentir um ligeiro sentimento de tristeza grande parte do tempo, por pelo menos dois anos consecutivos.

O Manual de Diagnóstico e Estatística de Distúrbios Mentais 5ª Edição (DSM-V) criado pela Associação Psiquiátrica Americana estabeleceu os critérios para estas doenças e seus especificadores. Aqueles que experienciam episódios classificados como 'leve' ou 'moderado' no DSM-V devem ser capazes de usar algumas das estratégias listadas neste artigo. Aqueles classificados como 'graves' geralmente precisam de se concentrar em ficar bem. Por definição, o DSM-V afirma, 'os sintomas interferem acentuadamente com o funcionamento social e ocupacional.' Se tiver a certeza de que a depressão é a causa de sua disfunção, está pronto para o próximo passo.

 Arme-se com ferramentas que melhoraram o seu humor antes

Quando sentir que um ataque de depressão está a chegar, certifique-se de que utiliza habilidades para lidar com o ataque e outras opções de tratamento de depressão que foram úteis no passado. Algumas das coisas que garantir que faz de forma consistente são: ficar em terapia, tomar medicação e usar constantemente as habilidades para lidar com a depressão que aprendeu ao longo do caminho. Depois de ter encontrado a combinação de tratamento certo e de a implementar consistentemente ao longo do tempo, deverá ser mais fácil usar essas habilidades para ajudar a derrotar um ataque de depressão.

 Alerta seu sistema de apoio e empregador de que não está bem

Quando reconhece que não está a funcionar bem e que está em espiral descendente, notifique o seu sistema de apoio, que pode incluir a sua família, amigos, terapeuta e / ou psiquiatra. É importante informar o seu supervisor de que está doente (não tem de revelar a natureza da sua doença). Ao comunicar o seu estado, o seu sistema de apoio e o seu trabalho podem começar a preparar-se para ajudá-lo ao longo do seu episódio.

Priorizar tarefas de trabalho quando a sua depressão tem diminuído a sua produtividade

Quando sente que não está a ser produtivo devido aos sintomas da depressão, dê prioridade às suas tarefas de trabalho com base nos prazos e importância. Confirme com o seu supervisor se há flexibilidade com certas tarefas e se existem outras pessoas que possam ajudar. Certifique-se de que gasta a sua energia nas questões mais urgentes.

 Execute as suas funções da melhor forma possível

Tente fazer o seu trabalho da melhor forma que lhe seja possível, compreendendo que o seu melhor durante um episódio depressivo não vai ser semelhante ao seu melhor quando você não está deprimido. Se tiver feito todos os possíveis para garantir o seu sucesso enquanto passa pelo feitiço, esteja confiante de que fez o seu melhor. Pode não receber o prémio de empregado do mês. Pode até mesmo ser criticado ou falarem de si referente à sua diminuição de produtividade e desempenho. De qualquer forma, estes são os descontos que temos quando somos corajosos o suficiente para tentar gerir o nosso trabalho quando sofremos de uma depressão. Você é um vencedor apesar do resultado no seu trabalho. Esperamos que estas sugestões o ajudem a atravessar um episódio depressivo e a manter o seu trabalho.

 

Fonte:

http://www.healthyplace.com/blogs/workandbipolarordepression/2014/11/how-to-get-the-job-done-when-depression-affects-your-ability-to-function/

Ler mais →


Proteger a privacidade – ter um segundo número no telemóvel

Ricardo Silveira 2 cartões SIM numero privado privacidade second SIM

Proteger a privacidade – ter um segundo número no telemóvel

Para ter dois números precisa de 2 telemóveis ou 2 cartões SIM com um telemóvel que suporte dual SIM.

Mas tem alternativas!

Pode utilizar um número de telemóvel temporário que permite uma maior privacidade. Independentemente do uso, seja a nível pessoal ou profissional pode usufruir de um segundo número através de uma aplicação, consoante as opções poderão ser gratuitas ou pagas. 

 

 Em exemplo:

COVERME (Disponível nos sistemas IOS; Android)

Está disponível para iPhone e Android de forma gratuita, usa uma encriptação militar para as suas chamadas, mensagens e até informações privadas, como as fotografias, vídeos e contactos. Também tem uma função que permite controlar as mensagens que enviou mesmo depois de terem chegado ao destino – já que permite eliminar essas mensagens. Ainda permite acionar um mecanismo de autodestruição em todas as suas mensagens, se preferir.


HUSHED (Disponível nos sistemas IOS; Android)

Disfarça os números de telemóvel, substituindo-os por outros falsos e temporários. Ao atribuir aos seus utilizadores um número de telemóvel falso, o Hushed permite fazer e receber chamadas e enviar e receber SMS como se se tratasse de um contacto completamente legítimo. Uma curiosidade? Ao fim de um determinado tempo esse número deixa de estar ativo.

A Hushed é capaz de oferecer um número de telemóvel temporário para mais de 40 países diferentes.

 

LINE2 (Disponível nos sistemas IOS; Android; Windows 10 mobile)

A Line2 é uma aplicação dirigida para o setor profissional. Funciona como um segundo SIM para um smartphone. Pode usar o seu telemóvel pessoal, mas sem ter que usar o seu numero pessoal a nível profissional.

 

Fonte:

http://www.coverme.ws/por/index.html

https://hushed.com/

https://www.line2.com/

 

 

Ler mais →


Aprenda a gerir o stress no local de trabalho

Fernanda Sousa Fontes gerir stress gestão de stress minimizar stress stress trabalho work

Aprenda a gerir o stress no local de trabalho

O stress afeta milhões de pessoas. Uma das formas mais comuns de stress está relacionada com as nossas carreiras e com o local de trabalho.

No atual e complicado panorama económico, o stress relacionado com o trabalho é cada vez mais visível.  Preocupações sobre se seremos ou não capazes de manter o emprego, o seguro de saúde e até mesmo manter as nossas casas, desempenha um grande papel no stress e a possibilidade de perder um emprego pode ser assustador.  Outra palavra para o stress é tensão ou ansiedade.

Quando alguém sofre de stress, existem muitos sintomas diferentes e repercussões. Dependendo do nível e frequência de stress, alguns desses sintomas podem tornar-se graves e causar uma série de problemas.

O stress afeta-nos física e psicologicamente. O ritmo cardíaco aumenta, podemos ter dores de cabeça e ficamos irritados com muita facilidade. Quem trabalha em posições de alto stress ou trabalhos perigosos, bem como quem está empregado em locais de alta pressão são muitas vezes propensos a sofrer de stress.  O ambiente de trabalho, as relações com os colegas de trabalho e as pressões por parte do cliente podem contribuir para o stress no trabalho.

Compreender como gerir, minimizar e lidar com o stress pode ajudar as pessoas a sentirem-se mais relaxadas e a reagir à medida que situações de stress surgem à sua volta.

Certos fatores tendem a caminhar de mãos dadas com o stress relacionado com o trabalho. Algumas das fontes de stress mais comuns são:

  • Baixos salários.
  • Cargas de trabalho excessivas.
  • Fracas oportunidades de crescimento ou avanço.
  • Trabalho que não é envolvente ou desafiador.
  • Falta de apoio social.
  • Não ter controle suficiente sobre as decisões relacionadas com o trabalho.
  • Solicitações contraditórias ou expectativas de desempenho pouco claras.

Quais os efeitos do stress não controlado?

Infelizmente, o stress relacionado com trabalho não desaparece quando vai para casa ao fim do dia. Quando o stress persiste, pode contribuir negativamente para a sua saúde e bem-estar.

A curto prazo, um ambiente de trabalho stressante pode contribuir para problemas como dor de cabeça, dor de estômago, distúrbios do sono, irritabilidade e dificuldade de concentração. O stress crónico pode resultar em ansiedade, insónia, pressão alta e um sistema imunológico enfraquecido. Também pode contribuir para condições de saúde como depressão, obesidade e doenças cardíacas. Juntamente com o problema, as pessoas que sofrem de stress excessivo muitas vezes lidam com isso de formas não saudáveis, como comer demais, comer alimentos não saudáveis, fumar cigarros ou abusar de drogas e álcool.

Tomar medidas para gerir o stress

  • Identifique os fatores de stress - Mantenha um diário por uma semana ou duas para identificar quais as situações que geram mais stress e como responde a elas. Registe os seus pensamentos, sentimentos e informações sobre o meio ambiente, incluindo as pessoas e circunstâncias envolvidas, o ambiente físico e como reagiu. Levantou a voz? Foi buscar um snack à máquina de venda? Foi dar uma volta? Tomar notas pode ajudá-lo a encontrar padrões entre seus fatores de stress e as suas reações a eles.
  • Desenvolva respostas saudáveis - Em vez de tentar combater o stress com fast food ou álcool, faça o seu melhor para fazer escolhas saudáveis ​​quando sentir a tensão subir. Fazer exercício é uma boa forma de combater o stress. Yoga pode ser uma excelente escolha, mas qualquer forma de atividade física é benéfica. Faça também questão de encontrar tempo para hobbies e atividades favoritas. Seja ler um romance, ir a concertos ou jogar jogos com a sua família, certifique-se que reserva tempo para as coisas que lhe trazem prazer. Ter uma noite de sono de qualidade também é importante para a gestão eficaz do stress. Construir hábitos de sono saudáveis, limitando a sua ingestão de cafeína no final do dia e minimizando atividades estimulantes, como computador e uso de televisão, à noite.
  • Estabeleça fronteiras - No mundo digital de hoje, é fácil sentir a pressão para estar disponível 24 horas por dia. Estabeleça algumas fronteiras trabalho-vida para si mesmo. Isso pode significar criar uma regra para não verificar e-mail à noite em casa, ou não atender o telefone durante o jantar. Embora as pessoas tenham preferências diferentes referente ao quanto misturam o seu trabalho com a vida pessoal, criar algumas fronteiras claras entre esses reinos pode reduzir o potencial de conflito entre trabalho e vida e o stress que acompanha.
  • Tire um tempo para recarregar forças - Para evitar os efeitos negativos do stress crónico e desgaste, precisamos de tempo para reabastecer e voltar ao nosso nível de funcionamento pré-stress. Este processo de recuperação requer 'desligar' do trabalho ao definir períodos de tempo em que não está envolvido em atividades relacionadas com o trabalho, nem a pensar sobre o trabalho. É por isso que é fundamental que desligue de vez em quando, de uma forma que se adapte às suas necessidades e preferências. Não deixe os seus dias de férias irem para o lixo. Quando for possível, tire um tempo para relaxar e descontrair, para que volte ao trabalho sentindo-se revigorado e pronto para executar as suas tarefas no seu melhor. Quando não for capaz de tirar um tempo, tenha um impulso rápido de desligar o smartphone e concentre a sua atenção em atividades que não estejam relacionadas com o trabalho por um tempo.
  • Aprenda a descontrair - Algumas técnicas como a meditação, exercícios de respiração profunda e atenção plena (um estado no qual observa ativamente experiências e pensamentos atuais sem julgá-los) pode ajudar a combater o stress. Comece por tirar alguns minutos todos os dias para se concentrar numa atividade simples como respirar, caminhar ou desfrutar de uma refeição. A habilidade de ser capaz de se concentrar propositadamente numa única atividade sem distração vai ficar mais forte com a prática e verá que poderá aplicá-la a muitos aspetos diferentes de sua vida.
  • Fale com o seu supervisor - Os funcionários saudáveis ​​são tipicamente mais produtivos, assim o seu chefe tem um incentivo para criar um ambiente de trabalho que promova o bem-estar dos funcionários. Comece por ter uma conversa aberta com o seu supervisor. A finalidade não é estabelecer uma lista de queixas, mas sim criam um plano eficaz para controlar os fatores de stress que identificou, para que possa executar o seu trabalho da melhor forma. Embora algumas partes do plano possam ser projetadas para ajudá-lo a melhorar suas habilidades em áreas como a gestão de tempo, outros elementos podem incluir a identificação de recursos de bem-estar patrocinados pelo empregador aos quais possa ter acesso, esclarecer o que se espera de si, obter os recursos necessários ou o apoio de colegas, enriquecer o seu trabalho para incluir tarefas mais desafiadoras ou significativas ou fazer mudanças no seu espaço de trabalho físico para torná-lo mais confortável e reduzir a tensão.
  • Obtenha algum apoio - Aceitar a ajuda de amigos e familiares de confiança ​​pode melhorar sua capacidade de gerir o stress. O seu empregador também poderá ter recursos de gestão de stress disponíveis através de um programa de assistência aos funcionários, incluindo informações on-line, aconselhamento disponíveis e encaminhamento para profissionais de saúde mental, se necessário. Se continuar a sentir-se derrotado pelo stress no trabalho, pode querer conversar com um psicólogo, que pode ajudá-lo a gerir melhor o stress e mudar o comportamento menos saudável.

  

Fontes:

Ler mais →


8 conselhos para comprar um portátil

Ricardo Silveira como escolher um portátil melhor portátil portátil

8 conselhos para comprar um portátil

Antes de comprar um portátil deverá ter em consideração qual o objetivo e o respetivo orçamento. Na compra deverá ter em consideração as especificações dos equipamentos:

Processador

Atualmente a maior parte dos fabricantes opta por processadores da marca Intel, existindo pouca oferta com opções de processadores da marca AMD.

Vamos referenciar apenas os modelos da Intel.

Tem disponível as seguintes gamas: Celeron, i3, i5 e i7.

Os Celeron são recomendados para uma utilização simples: Internet, email, processamento de documentos, música, vídeos

Os i3 permite uma utilização que inclua edição de imagem, jogos e filmes, mas não de uma forma exigente.

Os i5 permite uma utilização mais exigente que inclua edição de imagem avançada, jogos 3D e filmes de alta definição.

Os i7, são recomendados para uma utilização mais intensiva de programas exigentes e para elevada performance em jogos.

 

Memória RAM
Os computadores de entrada de gama estão equipados com 4GB de memória RAM que permite uma utilização normal. Se necessitar de trabalhar com software de edição ou jogos aconselhamos procurar uma máquina com 8GB ou mais.

 

Placa gráfica

Para uma utilização simples, isto é, se a sua utilização se resume a navegar na Internet e ao manuseamento de documentos, não terá necessidade de uma placa gráfica de memória dedicada.

Caso necessite de uma grande exigência gráfica, deverá ter sempre em consideração que a placa gráfica deverá ter a maior quantidade de memória possível e também o processador gráfico mais rápido possível. Quando verificar as características da gráfica, tenha em consideração que as gráficas do portátil serão diferentes do mesmo modelo para um desktop.

 

Disco Rígido/SSD

Quanto maior a capacidade do seu disco, mais informação poderá armazenar, contudo o tamanho do disco não se traduz em velocidade.

Os HDD são mais comuns e mais baratos, mas são mais lentos comparativamente aos SSD. Apesar de mais caros, os SSD permitem uma maior velocidade no equipamento.

Deverá decidir se valoriza a capacidade de armazenamento ou a velocidade.

Existem alguns equipamentos que já aliam as duas tecnologias, um disco SSD mais pequeno para performance e o um disco secundário para armazenamento.

 

Ecrã

Atualmente tem opções das 12pol até ás 17pol.

As principais diferenças irão residir no tipo de LCD, anti-reflexo e ecrãs brilhantes e na respetiva resolução, 1366x768 e 1920x1080. Já existe também no mercado equipamentos com ecrã 4K que poderá ser uma característica a ter em conta caso a qualidade de imagem é algo que procure.

Os ecrãs anti-reflexo, permitem uma melhor visualização em qualquer ambiente luminoso, as cores não são tão vivas, logo provoca um menor cansaço visual.

Os ecrãs brilhantes têm as cores mais vivas, refletem mais facilmente a luz e provoca um maior cansaço visual.

 

Unidade de CD/DVD
A Unidade de CD/DVD é algo que vem incorporado em quase todos os modelos. Contudo, cada vez mais são os modelos que não trazem este suporte.


Ligações Externas
Em qualquer computador, e hoje em dia tudo se liga a um computador, o número de portas e tipo de ligações é um fator importante.

Deverá ter em consideração, o numero de portas USB e se são 3.0 ou 2.0 (maior velocidade nas portas 3.0), Leitor de cartão de memória, porta HDMI/Mini-displayport e porta ethernet (RJ45) e saída de som e microfone.

Ligação Sem Fios: Bluetooth e Wi-Fi são hoje em dia imprescindíveis.

 

Bateria
As baterias são um aspeto importante num portátil, embora a sua duração varie consoante a utilização que se lhe esteja a ser dada. O uso dos novos processadores é um dos fatores importantes para a poupança desta. São recomendadas o uso de baterias de iões de lítio, pois estas têm mais carga e uma vida útil mais prolongada. Estas novas baterias não necessitam de ter uma atenção especial, não se devendo apenas deixar que estas descarreguem por completo.

Para mais informações sobre a bateria poderão consultar o nosso artigo, como usar a bateria

 

 

Fonte:

http://www.which.co.uk/reviews/laptops/article/how-to-buy-the-best-laptop/how-to-buy-the-best-laptop

http://www.digitaltrends.com/computing/top-laptop-buying-mistakes/

Ler mais →

Sale

Indisponível

Sem stock